wrapper

Plantão

O Prefeito Ronaldo Caçambeiro deve reduzir próprio salário, da vice e de secretários mediante decisão tomada na véspera da votação do parecer do TCE que denuncia a aprovação do aumento de salários dos agentes políticos em Luzilândia, pela câmara de vereadores ano passado, enquanto era vereador e presidente do Legislativo municipal.

 

O prefeito teria se reunido com a sua equipe de governo composta pela vice-prefeita e secretários decidiu reduzir os salários dos mesmos em aproximadamente 15% do ordenado. De acordo com o portal Clica Luzilândia a decisão se deu considerando a crise pela qual passa o o município de Luzilândia em suas receitas, toda na mão do prefeito.


O salário do Caçambeiro, que hoje está em cerca de R$16 mil reais, sofreu reajuste ano passado, quando o atual prefeito Ronaldo Gomes, na época vereador e presidente da Câmara Municipal de Luzilândia aprovou o Projeto de Lei, de autoria da Mesa Diretora da Câmara de Luzilândia, no qual fazia parte, o aumento do sálário do prefeito, vereadores e secretários.


Sobre o aumento dos seus próprios subsídios, visto que como candidato eleito a Prefeito, Ronaldo Gomes se favoreceria diretamente da decisão, foi apresentada junto ao TCE, uma denúncia relacionada a aprovação de seu aumento e dos subsídios dos agentes políticos ( vice -prefeito, secretários e vereadores). De acordo com o processo, o prefeito Ronaldo Gomes quando citado não respondeu. Assim sendo, o parecer do TCE é pela devolução dos valores recebidos "indevidamente". O parecer do Ministério Público de Contas que será votado amanhã (14) na Primeira Câma ra do TCE/ PI

 


Com informações do clicaluzilandia

Last modified on Tuesday, 14 November 2017
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Blue Green Red Radian
Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family