wrapper

Plantão

Na manhã de sábado (03), foram recepcionados em Esperantina pela Vilma Amorim e secretários municipais o embaixador de Cuba no Brasil, Rolando Goméz González, juntamente com a cônsul geral de Cuba em Salvador, Laura Puiyol Torres, e comitiva.

Os representantes cubanos vieram acompanhar os profissionais e verificar as condições de integração com a comunidade, moradia e qualidade de vida dos profissionais. Participaram 51 médicos de 14 municípios da região dos Cocais.

Ainda estiveram recepcionando a comitiva Cubana o secretário estadual de saúde Florentino Neto e o secretário de desenvolvimento rural, deputado Francisco Limma e o presidente da câmara Manoel Filho.

A prefeita Vilma Amorim, deu as boas vindas a comitiva em nome do povo de Esperantina e agradeceu o empenho dos profissionais na melhoria dos índices da saúde preventiva dos esperantinenses.

“Quero em nome do embaixador saudar todos os nossos irmãos cubanos, e em nome do secretário de saúde todos os Esperantinenses, é uma alegria muito grande ter profissionais cubanos aqui em nossa cidade, que se dedicam e estão no dia a dia e participam da vida da comunidade e hoje receber todos vocês, é uma satisfação ainda maior, e nós somos admiradores do trabalho dos profissionais de Cuba e aqui tem sido feito uma diferença muito grande e que continuem com este trabalho no estado do Piauí e em Esperantina, quero dizer ao senhor embaixador que estes profissionais tem feito um grande trabalho em nossas comunidades, mesmo com a diferença de língua, mas a população já compreende e sabem das suas dedicações e já são referências pela forma que eles atendem as pessoas”. Falou

Lázaro Davi é médico cubano e atua há quatro anos na comunidade quilombola Olho D’água, em Esperantina. O profissional já esteve em outras missões na África e Venezuela e conta que a cultura do Brasil é bem mais acolhedora “desde minha chegada aqui fui muito bem acolhido, tanto pelos gestores como pela população. Temos trabalhado de uma forma compartilhada, fico feliz de trabalhar nesse município”. Disse.

Esperantina hoje conta com 10 profissionais atuando na zona rural e urbana pelo Programa Mais Médicos de acordo com a secretária de saúde Elizângela Amorim que falou da importância dos cubanos na cidade.

“Pra Esperantina é uma experiencia muito grande, a população abraçou os cubanos pelo vinculo que eles tem com as famílias, pelas amizades, portanto a gente só tem a agradecer por este trabalho aqui em nossa cidade”. Falou.

Segundo a prefeita de Esperantina, Vilma Amorim, havia uma dificuldade de encontrar profissionais disponíveis para atuar no interior, por conta da carga horária e distância e os médicos cubanos são profissionais que estão disponíveis para os municípios, abertos à comunidade, que trabalham a atenção básica em sua integralidade.

Fonte – Duscocais.com

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Blue Green Red Radian
Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family