wrapper

Plantão

"Muito se faz necessário dizer, que “enganada” talvez esteve sua excelência a vice-prefeita, ao pensar que uma administração PÚBLICA, poderia ser uma extensão de seus próprios interesses, agora notados de forma mesquinha" - diz a nota

Através de "Nota Oficial" assinada pelas Assessorias de Comunicação e Jurídica, o prefeito de Luzilândia, Ronaldo Gomes (PTC), responde às acusações proferidas pela vice-prefeita Jaqkeline Aguiar (MDB) em "Cumunicado para o Povo de Luzilândia" ao anunciar rompimento político com o gestor municipal.


A nota diz que o afastamento de Jaqkeline Aguiar da atual Administração "(...) se deu já no início da gestão, por motivos de que o prefeito Ronaldo Gomes, jamais consentiu com a ideia do benefício próprio através de nomeações de cargos importantes, mas sempre direcionou o seu olhar para o provimento de um trabalho coletivo que amparasse a população luzilandense como um todo".

De acordo ainda com a "Nota Oficial", a vice-prefeita teria ficado desgostosa por não ter sido atendida em seus próprios interesses particulares. "Muito se faz necessário dizer, que “enganada” talvez esteve sua excelência a vice-prefeita, ao pensar que uma administração PÚBLICA, poderia ser uma extensão de seus próprios interesses, agora notados de forma mesquinha" - diz a nota.

Leia a nota na íntegra:
NOTA OFICIAL DO GABINETE DE SUA EXCELÊNCIA O PREFEITO RONALDO DE SOUSA AZEVEDO

À soberana população de Luzilândia. Em vista da carta emitida a público por sua excelência a vice-prefeita Jaqkeline Aguiar.

Por meio de suas assessorias, o gabinete de sua excelência o prefeito municipal Ronaldo de Sousa Azevedo responde:

Ao publicar na manhã desta segunda-feira (02), através dos meios de comunicação uma carta aberta a população de Luzilândia, argumentando de forma oficial sobre seu rompimento com o governo construir e servir, que tem a frente o Sr. prefeito Ronaldo de Sousa Azevedo, a senhora vice-prefeita nada mais faz do que continuar seguindo uma marcha com a tentativa de encobrir falhas evidentes já desde o início da administração, estas se resumem na falta de um bom diálogo que se constrói desde o percurso da campanha política a partir das intenções da vice-prefeita, que não quis manter a hombridade com o prefeito, dificuldades estas que só foram se fortalecendo durante todo o tempo da atual administração. Os argumentos de sua excelência a vice-prefeita quanto ao seu rompimento, ignora o fato de que o mesmo não é novidade, só se faz agora de forma consumada e pública, pois esta já havia se afastado das atividades do governo, o afastamento se deu já no início da gestão, por motivos de que o prefeito Ronaldo Gomes, jamais consentiu com a ideia do benefício próprio através de nomeações de cargos importantes, mas sempre direcionou o seu olhar para o provimento de um trabalho coletivo que amparasse a população luzilandense como um todo. Assim como também, os mesmos argumentos tornam a ignorar deliberadamente que a eleição do prefeito Ronaldo Gomes, e também da vice-prefeita Jaqkeline Aguiar, em nenhum momento se tratou do resultado de meras combinações políticas, e grupos em mesas fechadas, mas de uma solicitação popular, um anseio presente no coração de cada luzilandense.

Não se faz verídica, a ideia do engano à população de Luzilândia, o que seria um estelionato eleitoral, tampouco à vice-prefeita participante de todo o curso de ideias, tendo inclusive historicamente de forma acordada com o prefeito Ronaldo Gomes, um gabinete particular, nas dependências da prefeitura municipal de Luzilândia, deste fato a própria população é testemunha.

Jamais existiu a falsa e maldosa ideia de um projeto de mudança enganador! Tanto a ideia como o projeto são reais, e isto pode ser comprovado através das ações do governo e seu gestor. A mudança aconteceu, acontece e continuará acontecendo, não de acordo com a conveniência de interesses pessoais, partidários e políticos como muitos gostariam, mas, para o todo, de forma mútua, à grandiosa população luzilandense.

Muito se faz necessário dizer, que “enganada” talvez esteve sua excelência a vice-prefeita, ao pensar que uma administração PÚBLICA, poderia ser uma extensão de seus próprios interesses, agora notados de forma mesquinha.

O curso da manifestação da senhora vice-prefeita, evidencia de forma clara e aberta no bom palavreado empírico, popular e até mesmo científico, a tentativa absurda de um GOLPE, visto que no texto sua excelência se empolga a dizer sobre um governo descontrolado e confuso, o que não condiz com a realidade, e sobre ainda a tentativa fortuita da promoção de um ruptura constitucional GOLPE, o bom povo de Luzilândia, jamais concordará, pois este mesmo povo nunca compactuou com nenhum tipo de traição, sendo que a vice-prefeita a partir de então só lucrará com a legitimidade do cargo que lhe foi conferido pelo povo.

A farsa pretensa de uma conduta política de lisura no momento, mostra-se como uma tentativa de encobrir as próprias falhas e desejos que ambicionam o poder.

Sobre o rompimento da vice-prefeita que já não era novidade, para quase toda a população, e que ora só se faz de forma oficial e tardia, sua excelência o prefeito Ronaldo Gomes, assim como todo o governo construir e servir lamenta e respeita a decisão política de sua excelência a vice-prefeita Jaqkeline Aguiar. Porém, reitera de forma categórica ao soberano povo luzilandense, que o governo permanecerá e subsistirá sem nenhuma ruptura de efeito em suas ações a favor do desenvolvimento de Luzilândia, o que é, a real mudança em significância e que continuará em andamento.
Assessoria de Comunicação
Assessoria Jurídica

Fonte: JL/Ivo Júnior

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Blue Green Red Radian
Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family