wrapper

Plantão

Crianças em idade escolar em Luzilândia estão sendo humilhadas pelo atual prefeito da cidade, o rapaz que responde pela alcunha de “O Caçambeiro”. O vexame sofrido pelas crianças e seus familiares nunca teria sido experimentado, nem mesmo pelas piores gestões anteriores como a de Ema Flora e Alberto Carvalho. Desta vez o quadro de humilhações é gritante, pois as crianças estão sentadas no que restaram de carteiras escolares, até então de qualidade, adquiridas ainda pela administração “Novo Tempo”, de Janainna Marques.

 

“M”, por exemplo, já chegou a ser espetada por “frepas” de madeiras que estão a mostras devido ao abandono na manutenção das carteiras escolares. A criança, assim como muitas outras, estão também sentindo dores pois tem que sentar de um só lado das carteiras porque o outro lado quebrou. “Chego em casa toda torta e doída pois não tem como sentar direito nessas “tauba” e ferros”, diz a criança.


Outro fator estúpido de uma administração mais estúpida ainda é que as escolas estão cheias de gambiarras nas instalações elétricas, podendo ocasionar, de forma fácil, um curto circuito. “Graças a Deus não houve ainda um incêndio aqui e nenhuma tragédia com nossos pequenos. São crianças indefesas que correm diariamente o risco de morte pois a qualquer momento pode ter um incêndio como a gente vê por aí”, denuncia uma professora que pede para não identificada, alegando fortes perseguições do Caçambeiro.


A situação mais alarmante e grotesca se observa no que restou dos banheiros. Crianças estão tendo sua privacidade devassada pela rudimentar e amadora administração “Caçambeiro” que as expõe ao olhar de quem quer vê-las, já que portas e janelas inexistem, o que poderiam barrar essas afrontas à intimidade dos pequenos e pequeninas.


Se o “Caçambeiro”, que possui apenas estudos medianos já humilha de forma tamanha as crianças de nossa terra, autoridade formadas parecem aplaudir tal situação, como avalia dona Maria da Amparo, do povoado Cardoso que diz “Esse homem enganou todo mundo e está acabando com a gente. Nunca vi tanta coisa podre nessa prefeitura e as autoridades fazem é bater palma, só pode, pois nem delegado, nem juiz nem ninguém afronta esse homem, moço, A gente vê todo dia gente sendo presa e esse Ronaldo aí faz de gato e sapato o povo inteiro. Tá vendo aí nossos meninos jogados feito bicho numa “imundice” dessa.”.
A Unidade Escolar Luis Antonio de Araújo, do Povoado Cardoso é que dona Amparo se refere, das tantas outras em igual situação.


Não podia dar noutra coisa uma campanha eleitoral que iniciou fazendo pouco caso de quem estudou, fazendo anedota, piada, gozação de quem conquistara um nível superior. O fato de “O Caçambeiro” possuir estudos mediados, demonstrar inaptidão intelectual para administrar Luzilândia não seria um problema grave em si mesmo. Ocorre que, essa inaptidão revelada por sua ignorância é até perdoável, não é perdoável é que pessoas com nível de escolaridade superior, universitário, estejam dando base para os atos de escárnio às crianças, impedindo-as do mínimo acesso à educação.


Luzilândia hoje está entrega a um bando de amadores que sequer se esforçam para serem hábeis na arte política de governar bem. A situação de Luzilândia nunca foi tão trágica, seja pela ação de seres perniciosos, sejam pela omissão daqueles que deveriam agir para evitar que o nosso futuro como sociedade, por meio de nossas crianças, fosse mortalmente comprometido como está sendo, numa patética e absurda fábrica de ignorantes e humilhados, escravos da maldade de seres abjetos.


Esse é mais um custo do voto mal dado. Do erro de uma população, dos estragos que pode fazer um candidato eleito mal-intencionado.


Ao povo de Luzilândia, diante desse mar de corrupção de autoridades e inutilidade de instituições, cabe agora empregar sua vontade popular, seu voto, em pessoas competentes e cobrar, de forma inteligente, que a pesada máquina societária funcione.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Blue Green Red Radian
Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family