Caçambeiro determina fechamento até de creche na cidade

A Secretaria Municipal de Educação na administração do prefeito Caçambeiro mandou desativar a Creche Savina Petrilli, que atendia muitas crianças na cidade, deixando a população desassistida, o que gerou mais uma onda de revolta entre os moradores.

A secretária, Maria do Socorro Meireles, chegou a se reuniu com as mães que tinham filhos matriculados na creche Savina Petrilli para comunicar a desativação e, se queisessem, os pais teriam que procurar outras creches da cidade. Na redes sociais e aplicativos de mensagens áudios revelam que as mães estão insatisfeitas, o que gerou discussões sobre o tema. Nos áudios que se espalharam pela Internet as mães alegam que falta por parte da Secretaria de Educação sensibilidade em entender que as crianças já estão acostumadas com colegas, com o ambiente e professores da Creche Savina Petrilli, o que pode prejudicar o aprendizado das crianças. “Eu não quero colocar eles nessas outras escolas, porque até não tenho boas referências de lá, meu filho amava estudar na Savina, foi a primeira escolinha dele, ele nunca nem chorou, nunca veio machucado, sempre bem atendido e recebido, então eu não quero colocar em outras escolas”, relata um dos áudios.

A Creche Savina Petrilli possui cerca de 50 crianças matriculadas, destas, 35 a 40 crianças frequentam efetivamente a instituição. A Secretaria de Educação em Nota esclareceu os motivos para o fechamento.

Veja Nota na Integra

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE O REMANEJAMENTO DOS ALUNOS DA CRECHE SAVINA PETRILLI

Após análise técnico e administrativo realizado pela Secretaria Municipal de Educação, a Prefeitura de Luzilándia tomou a decisão de remanejar os alunos da Creche Savina Petrilli para outras creches municipais.

Foi realizado uma reunião no dia 21 de janeiro de 2019 na referida creche sendo registrada em livro de ata e assinada pelos presentes, ficando esclarecidos a todos que o principal critério para a tomada desta decisão, foi a melhor adequação para crianças, tendo em vista que a creche Savina Petrilli não possui prédio público, estava funcionando em um local privado sem as adequações necessárias para o recebimento das crianças. Além da preocupação com a qualidade de ensino, a Creche Savina Petrelli possui um baixo número de alunos. Ainda na reunião, ficou acordado que as crianças poderão ser remanejadas para 03 escolas municipais, Unidades escolar 10 de Março, Creche Novo Oriente e Creche Eremita Carvalho, todas com disponibilidade de espaço para receber os novos alunos. `Nós não vamos tomar decisões que venham prejudicara população. temos que primeiro analisar e estudar a melhor forma de resolver as situações. não estaremos deixando ninguém prejudicado; vamos dar condições decentes e um melhor aprendizado aos nossos alunos”. Secretária de Educação: Maria do Socorro Meireles.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.