Polícia prende 2º suspeito de participar da morte de militante do PT

O segundo suspeito de participar do latrocínio contra o militante do Partido dos Trabalhadores em Teresina, João Felipe de Ferreira, foi preso na segunda (28), no interior do Piauí.

De acordo com o delegado Jarbas Lima, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, Francisco Denes do Nascimento foi preso em um assentamento, na casa de familiares, no município de Buriti dos Lopes. Ele era considerado foragido. Ele é denunciado como co-autor do crime.

“Ele estava em um assentamento na zona rural, chamado de ‘Salgadinho’, na casa de familiares, e foi encaminhado para a delegacia de Buriti dos Lopes. Ele estava foragido desde o ano passado. A delegada Rafaela deu cumprimento ao mandado de prisão e depois o encaminhou para a Penitenciária de Parnaíba”, disse Jarbas.

“O caso fechou com os dois autores do latrocínio presos. O inquérito já foi encaminhado para a Justiça e eles foram denunciados por latrocínio consumado”, ressaltou. A dupla fugiu no dia do crime levando o celular da vítima, que morreu no local, e de uma testemunha do caso, que é amigo da vítima.

O suspeito de atirar em João Felipe foi preso no dia 07 de dezembro de 2018. Ele foi identificado como Jônatas Patrik Sirqueira Araújo, conhecido como “Pitchula”.

Crime

João Felipe de Ferreira foi morto no dia 07 de novembro de 2018, na praça Novo Milênio, na Vila São Sebastião, no bairro Todos os Santos, na zona Sudeste de Teresina. O crime ocorreu por volta das 20h. A vítima chegou a ficar internada por dois dias, mas faleceu na madrugada do dia 09 de novembro.

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.