Corpo de homem morte no Madeiro é resgatado podre do IML de Parnaíba

Corpo do madeirense que foi levado para o IML de Parnaíba apodreceu fora da geladeira e é tomado de larvas e moscas-varejeiras.

O corpo de Francisco José Agustinho de 40 anos (ZÉ BOBÓ), morto com um tiro de cartucheira na cidade de Madeiro na região norte do Piauí, foi elevado ao IML da cidade de Parnaíba para realização de exames cadavéricos na última sexta-feira (01/02). Depois de três dias de muita burocracia o corpo foi liberado para família na segunda-feira (04/02). Com o apoio da prefeitura de Madeiro para fazer o translado Parnaíba/Madeiro.

O município disponibilizou de um carro da empresa Pax União, caixão e formol com o intuito da família da vítima realizar um funeral digno a Zé Bobó o que não aconteceu, ao chegarem no IML, os funcionários da Pax União se depararam com um total descaso com o corpo, que encontrava-se em avançado estado de putrefação, inclusive com larvas e vermes carniceiras e moscas-varejeiras sobre o corpo. A equipe teve muita dificuldade em colher o corpo que, desde à chegada continuava em cima de uma pedra no IML, o que mostra tamanha falta de compromisso do órgão tão importante e com às famílias que perdem seus entes queridos.

Segundo os funcionários do IML, relatou que há tempos a geladeira não funciona, e o custo do reparo é de 7 mil reais, mas infelizmente muitos corpos apodrecem fora ou dentro da geladeira.

A família entrará com uma representação no Ministério Público.

Fonte: Rio Parnaíba

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.