Será que o prefeito foi preso e não fomos avisados?’, questiona vereador

“Ele não veio aqui para dar a mensagem dele, ninguém vê ele pela cidade, será que o prefeito foi preso e não fomos avisados?”, questionou o vereador Anderson Pêgo, depois que a juíza federal de Caxias (MA), Gabriela Moura Vaz de Oliveira, determinou a indisponibilidade dos bens no valor de mais de R$ 4 milhões do prefeito de Timon Luciano Leitoa e de Luiz Carlos Magno da Silva, que é dono da LC Transportes Ltda e um dos investigados na Operação Topiqiue.

A magistrada atendeu ao pedido do Ministério Público Federal, que acusa o prefeito de malversação (desvio) de recursos públicos federais do FUNDEB, que deveriam ser utlizados para o transporte escolar de crianças no município de Timon.Foto: Portal AZ

O caso repercutiu no último dia 06, na Câmara Municipal de Timon. O vereador Anderson Pêgo (PSDB) destacou que esse bloqueio veio para “corrigir as injustiças que os nossos alunos têm passado, sem transporte escolar, sem merenda, professores sem o aumento recomendado pelo Governo Federal”, pontuou.

Todos os acusados foram notificados da decisão, sendo que o Oficial de Justiça teve que notificar Luiz Carlos Magno Silva na Casa de Custódia de Teresina, onde até então se encontrava preso, acusado também em outros processos por desvio de recursos públicos e fraude a licitação.Anderson Pêgo lembrou ainda que a administração do prefeito Luciano Leitoa está com sérias dificuldades em honrar os compromissos com fornecedores e prestadores de serviços terceirizados, “o atraso de salários já passa de três meses”, pontuou.

Ao finalizar sua fala na tribuna o parlamentar questionou a ausência de Luciano Leitoa na abertura dos trabalhos do legislativo municipal, na última segunda-feira, 04, onde o gestor deveria ter feito a leitura da mensagem do Executivo para os vereadores. “Ele não veio aqui para dar a mensagem dele, ninguém vê ele pela cidade, será que o prefeito foi preso e não fomos avisados?”.

Matéria relacionada:

Juiz concede liberdade a empresários presos na Topique por fraudar licitações de transporte escolar

Com informações dos blogs do Alexandre Cunha e Veja Timon

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.