Wellington participa de atos pró-Lula: “é tentar explicar o inexplicável”

O governador Wellington Dias (PT) participou neste domingo (7), em Curitiba, de atos pró-Lula. O ex-presidente completa hoje um ano preso na sede da Polícia Federal. Ele foi condenado no caso do Triplex pelo juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça do governo Bolsonaro.

Ao lado do ex-candidato a presidente Fernando Haddad, o governador lamentou a prisão nas redes sociais.

“Um ano. 365 dias da prisão do maior líder político do Brasil. Colocar em palavras o sentimento hoje, aqui em Curitiba, é tentar explicar o inexplicável. A emoção, a revolta, a vontade de ver o Lula livre. Líderes do Brasil e do mundo reunidos em prol da liberdade deste grande líder”, afirmou.

Ainda na postagem, o governador disse que o Brasil é quem está prisioneiro da crise econômica. 

“Agora, é o Brasil que está prisioneiro de uma longa crise econômica, trazendo recessão e desemprego, crise política e institucional, porque apostaram no caminho de rasgar a Constituição Federal. Precisamos de maturidade política. Quero, assim como milhões de brasileiros, um país sem crises, com democracia, respeitando a nossa constituição. Quero ver o Brasil acelerando crescimento e qualidade de vida, por isto a importância da liberdade de Lula”, afirmou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.