Bolsonaro tem pior avaliação entre presidentes eleitos

O presidente Jair Bolsonaro tem a pior avaliação entre presidentes eleitos em começo de primeiro mandato, aponta pesquisa do Ibope divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quarta-feira, 24. O porcentual que considera o governo ótimo ou bom foi de 35% em abril, abaixo dos índices de presidentes anteriores, eleitos no período pós-redemocratização do País, em pesquisas encomendadas pela CNI no primeiro trimestre: 45% de Fernando Collor, 41% de Fernando Henrique Cardoso, 51% de Luiz Inácio Lula da Silva e 56% de Dilma Rousseff.

De acordo com o gerente executivo de pesquisas da CNI, Renato da Fonseca, o resultado da pesquisa pode ser considerado normal para um começo de governo que ainda não teria atendido às expectativas de quem o elegeu. “O governo ainda não convenceu essas pessoas a achar que está seguindo em uma agenda que elas gostariam”, observou Fonseca, para quem “pouca coisa de impacto” aparece em um início de administração, apesar de avanços na indústria serem verificados.

Na opinião da CNI, a avaliação está diretamente relacionada à atividade econômica, que ainda não retomou um ritmo de crescimento. “Provavelmente, alguns dos eleitores votando no Bolsonaro achavam que a economia voltaria a crescer imediatamente, o que praticamente é impossível, e essas pessoas estão decepcionadas.” Com a melhora da economia, observou, a avaliação do governo pode subir.

Apesar da avaliação baixa em relação a governos anteriores, o governo Bolsonaro está melhor do que a gestão do ex-presidente Michel Temer, na opinião de 51% dos entrevistados. Outros 13% consideram que a administração atual está pior, e 31% responderam que um governo está igual ao outro.

O Ibope ouviu 2 mil pessoas de 12 a 15 de abril. A margem de erro da pesquisa é dois pontos porcentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%.

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.