Piauí tem a pior cobertura de esgotamento sanitário do país

Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que o Piauí tem a pior cobertura de esgotamento sanitário do país. Especialistas alertam que a situação aumenta significativamente o risco de proliferação de doenças que impactam na qualidade de vida dos habitantes.

Entre 2017 e 2018 o Piauí apresentou a menor proporção de domicílios com rede geral ou fossa séptica ligada à rede geral de esgotamento, com apenas 7% dos domicílios com acesso a esse serviço. 

O Piauí também tem o segundo maior percentual quanto ao número  de residências com paredes sem  revestimento.”Você não tem reboco então o pó do barro, areia, vai servir para depositar bactérias fungos”, alerta a diretora de Vigilância da FMS, Amariles Borbas.

  Sobre o esgotamento em Teresina, a Águas de Teresina informou que a meta é que nos próximos anos a cobertura de esgotamento vai ser expandida.

“Nos proximos três anos a gente deve sair do patamar de 31%  vamos chegar a 40%. Com 5 anos a gente deve ir a 60% e com 16 anos vamos estar com 90%. O que já e a universalização”, garante Pedro Alves, gerente de Sustentabilidade.

A Agespisa disse que está executando obras até o final de 2019 para ampliar a cobertura de esgotamento sanitário no Piauí. 


Com informações do Notícia da Manhã

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.