Marcador: Conheça o luzilandense que há 19 anos anos anima quadrilhas e acumula títulos

O marcador é uma figura essencial nas quadrilhas das festas juninas, é ele que harmoniza os passos com a música na base do gogó, a única ferramenta que ele tem para animar, fazer uma espécie de abre alas e guiar a quadrilha. Em Luzilândia, uma figura muito conhecida dessa arte é Francisco Vieira, o Gueguel, como é mais conhecido, que há 19 anos se dedica a arte da marcação.

O marcador de quadrilhas já teve vários nomes, entre eles puxador, animador, condutor… Com o tempo a função, com a mudança das quadrilhas tradicionais para as estilizadas, também alterou, mas ele continua sendo figura garantida nas apresentações. Antes seu papel era marcar o tempo das apresentações e conduzir os passos, gritar o anarriê, avancê, hoje o marcador ficou um pouco mais profissional e fundamental para a animação e qualidade das apresentações.

Gueguel tem 31 anos de idade, 19 anos desses dedicado a animação de quadrilhas. Ele começou no ano de 2000 na Quadrilha “Maluquinhos” da Unidade Escolar João José Filho, hoje é o animador oficial da Junina AMOR NORDESTINO, de Joaquim Pires.

O luzilandense trabalha no serviço geral da Escolinha Disneylândia durante todo o ano. Como animador, o seu ganho é pouco, mas ele leva muito a sério a função que exerce nas quadrilhas juninas, tanto que acumula títulos. “Já ganhei também vários troféus de melhor marcador, como o de melhor do baixo Parnaíba, da região, e em outras cidades que passei me apresentando também ganhei troféus”, conta.

Após tantos anos de dedicação à função, Gueguel diz que tira de letra o papel de marcador, mas ele avisa que não é tão fácil como parece. Além de bastante comunicativo, é necessário dedicação para entender a coreografia, posicionamento e comandos. “Não tenho mais dificuldade porque já faz muito  tempo que eu trabalho, né? Já conheço o grupo junino, os passos, marcações, aí fica mais fácil para desenvolver meu trabalho, junto com temática da quadrilha”, conta.

O resultado de tanto empenho é possível vê nas apresentações, quando a alegria e a energia da quadrilha chega até a plateia. “Eu sou muito feliz sendo marcador, é uma paixão que levo na vida.  Eu passo o ano contando os dias para pisar no tablado com a minha Junina AMOR NORDESTINO, que tenho muito orgulho de ser marcador”, finaliza.

Fonte e fotos: Clica Luzilândia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.