Take a fresh look at your lifestyle.

Câmara Municipal de Luzilândia será investigada por crimes contra fé pública

Na manhã de ontem 24/ 04, a Delegacia de Polícia Civil de Luzilândia, notificou a Câmara de Luzilândia para no prazo de 05 dias, entregar documentações referentes aos seus gastos, que foram escondidas do poder executivo de Luzilândia durante todo o ano de 2019. Documentações estas que podem conter a assinatura FALSIFICADA do secretário de administração da prefeitura.

Este pedido refere-se aos balancetes para prestação de contas do legislativo quanto a seus gastos no exercício de 2019. Que em regra, uma via deveria ser entregue a prefeitura, para envio ao TCE – Tribunal de Contas do Estado, sendo que durante todo o ano de 2019, a atual administração do legislativo não entregou os mesmos à  prefeitura, o que parece uma tentativa clara de esconder alguma coisa da administração municipal.

E pior. Para este fim, é necessário o recebimento das vias dos balancetes por parte do executivo , e dado como recebido com a assinatura do secretário de administração do município.

Acontece que consta nos recibos a assinatura do secretário,  mas ASSINATURA ESTA QUE O MESMO NÃO RECONHECE COMO VERDADEIRA, pois só teria uma única vez sua assinatura colhida por um SERVIDOR POR DAQUELA CASA. Assim , podendo ter tido o secretário sua assinatura  FALSIFICADA.

A prefeitura por meio de seus órgãos  competentes, segundo informações chegou a notificar a Câmara algumas vezes pedindo as vias dos balancetes, no que não obteve resposta.

Se fato, trata-se de uma situação delicada e  CRIMINOSA, por atentar contra a legalidade de princípios, e sem dúvidas um ESCÂNDALO, para uma administração do legislativo que iniciou prometendo mudanças, seriedade e acima de tudo TRANSPARÊNCIA EM SEUS ATOS.

A denúncia será enviada segundo informações, ao MP – Ministério Público para apuração, e se constatada a fraude, poderá gerar CASSAÇÃO DO MANDATO DO PRESIDENTE, por total desvio de conduta.
O inquérito já encontra-se em andamento sendo investigado pelo delegado que já determinou o prazo de cinco dias para que a Câmara entregue a documentação com a assinatura do secretário para devida apuração através de perícia.

Pergunta-se: O que será que continham estes balancetes para serem escondidos da Administração Municipal?
__Onde estariam os vereadores que não fiscalizaram tal ato?
__Onde estaria a tal TRANSFERÊNCIA prometida pela atual administração do legislativo?
__Será que os vereadores tinham conhecimento sobre isso e se calaram?
__Ou só o presidente sabia e deles escondeu?

Vários assuntos foram pelos vereadores em maioria  oposicionista aliados na Câmara, apontados contra o executivo. Mas sobre este, será que eles irão também denunciar, fiscalizar, seus próprios gastos?

Outro lado
A redação do Norte Piauí não  obteve contato com o presidente da Câmara  Municipal, mas mantém o espaço aberto para considerações.

Reprodução: Norte Piauí

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.