Take a fresh look at your lifestyle.

Com rombo de R$ 14 milhões, Prefeitura de Luzilândia sofre ‘apagão’.

A Prefeitura Municipal de Luzilândia, sofre, literalmente, um apagão administrativo sob a administração do prefeito Ronaldo Caçambeiro.

A Equatorial encaminhou ofício a Câmara Municipal com a relação das unidades consumidoras do município que estão com o fornecimento de energia elétrica
cortadas ou desligadas.

O apagão atinge a sede da prefeitura, o estádio municipal, o mercado público, ginásio de esportes e o terminal rodoviário, dentre outras. No total, são 18 unidades consumidoras sem energia elétrica, algumas desde 2019.

Pra completar o caos, até a Igreja de Santa Rosa, situada no Bairro Barrocão, esta às escuras e que quiser fazer suas preces, que vá de dia, a luz do sol.

A dívida da prefeitura até maio de 2020, era de R$ 14.487.225,00 (quatorze milhões quatrocentos e oitenta e sete mil, duzentos e vinte e cinco reais).

A informação foi repassada, no dia 10 de agosto, por Yara Borges Lima, gerente executiva de relacionamento com o cliente e cobrança da Equatorial.

O prefeito Caçambeiro é alvo de denúncia junto ao Tribunal de Contas do Estado.

Fonte e informações: GP1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.