Take a fresh look at your lifestyle.

Prefeito Caçambeiro tem contas rejeitadas pelo TCE e pode ser barrado como candidato

O prefeito de Luzilândia, Ronaldo de Sousa Azevedo, vulgo “Caçambeiro”, tem um empecilho que pode fulminar com suas pretensões eleitorais: o Tribunal de Contas do Estado emitiu parecer prévio recomendando a reprovação de suas contas referentes ao ano de 2017.

As contas serão enviadas a Câmara Municipal e para que o parecer do TCE seja rejeitado é necessário que pelo menos 2/3 dos vereadores, ou seja, 07 dos 11 parlamentares, votem contra ele. Caso este número não seja atingido, ele é mantido e o prefeito fica inelegível por oito anos, a partir daquela data.

Segundo o relator, conselheiro Jaylson Fabianh Lopes Campelo, foram inúmeras as irregularidades constatadas nas contas de Ronaldo Gomes, dentre elas, o ingresso extemporâneo de prestações de contas mensais; peças ausentes; atraso no envio da Prestação de Contas Anual; ausência de publicação de demonstrativos da LRF; despesa com ações e serviços públicos de saúde abaixo do limite legal; despesa de Pessoal do Poder Executivo acima do limite legal e deficiência no Portal da Transparência do município.

As contas foram reprovadas por unanimidade pela Primeira Câmara do TCE na sessão do dia 03 de março de 2020.

Outro lado
O prefeito não foi localizado pela reportagem GP1, autor da matéria.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.