Suspeita de clonagem de funcionário do BB de Luzilândia preocupa população

Suspeitas que supostos criminosos teriam “clonado” o número do aplicativo de mensagem estadunidense, “Whatsapp”, que seria do funcionário do Banco do Brasil, identificado como Helcias Targino, estariam tantando aplicar eventuais golpes em pessoas da lista de contato do citado funcionário. Alguns popuplares luzilandense afirmam que teriam recebido a mensagem e, segundo supostos áudios, que seria dos eventuais golpistas, nove pessoas se dizem vítima do relatado golpe virtual.

De acordo com o site da jornalista Paula Andreas, o ClicaLuzilândia, Helcias trabalhou por muito tempo na Agência do Banco do Brasil de Luzilândia e foi administrador da AABB, atualmente o bancário esta lotado na agencia de Parnaíba. Helcias pede aos amigos que não aceitem conversa com o golpista.

O GOLPE

Abaixo prints das conversar do criminoso com uma pessoa de Luzilândia, ele chega a pedir R$ 1.300,00 e ainda pede comprovante.

Como funciona

O bandido obtém os dados pessoais de um usuário e liga na companhia telefônica como se fosse o cliente. Aí, ele habilita um novo chip de celular com o mesmo número. Com os contatos do usuário em mãos, ele se passa por amigo ou parente e pede dinheiro para contas de laranjas.

Como se proteger

Mantenha sigilo sobre dados pessoais e senhas. Se perceber qualquer movimentação estranha em conta corrente, poupança ou se o celular parar de funcionar repentinamente, entre em contato com o gerente do banco ou companhia telefônica.

O usuário deve também ficar atento à ligações ou mensagens incomuns. Caso perceba que foi vítima de clonagem, registre um boletim de ocorrência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.