Laudo confirma óleo em tartarugas mortas no litoral

O Instituto Tartarugas do Delta confirmou na manhã desta quarta-feira (16) que foram encontradas a presença de óleo no intestino de tartarugas mortas no litoral do Piauí. 

De sexta-feira até ontem, 11 tartarugas marinhas da espécie verde foram encontradas encalhadas e mortas em praias piauienses.

Segundo Werlanne Magalhães, vice-presidente do Instituto Tartarugas do Delta, das cinco tartarugas localizadas ontem em condições para fazer a necropsia, duas apresentaram manchas de óleo na parte interna do corpo.

“Foram encontradas manchas de óleo no trato intestinal das tartarugas. Nossa preocupação é que no Piauí ocorre uma contaminação que não é vista a olho nu nos animais e não se sabe a proporção disso em algas e capins que são alimentos das tartarugas”, disse Werlanne Magalhães. 

Segundo ela, a espécie de tartarugas verde é costeira e mais susceptível a ação humana. Os dois animais mortos com presença de óleo no intestino foram encontrados na praia de Barro Preto, em Luis Correia. 

Werlanne Magalhães ressaltou que a morte de tartarugas está dentro do previsto nos anos anteriores. “Temos uma média de 200 encalhes com mortes por ano e os principais fatores são a pesca e o lixo. Este ano é que temos um fator a mais que são as manchas de óleo”, disse.

Até semana passada, 166 localidades foram atingidas em 72 municípios do Nordeste. No Piauí, seis praias, das 16 existentes apresentaram a presença do petróleo cru. 

Aguarde mais informações

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.