Luzilândia é a 12ª cidade mais antiga e histórica do Piauí

Teresina, capital do Estado do Piauí, é uma cidade planejada (a 1ª do Brasil), localizada na antiga “Chapada do Corisco”, à margem direita do Rio Parnaíba e na confluência com o Rio Poti, é a maior e a mais populosa cidade do Estado e tem o seu principal centro comercial e cultural, abrigando o maior e principal distrito industrial.

A cidade de Parnaíba é a segunda maior do Estado em desenvolvimento econômico, com importantes pontos de atração turística, incluindo-se a praia da Pedra do Sal e os casarões históricos, muitos edificados por ingleses, espanhóis e portugueses.Picos, situada às margens do Rio Guaribas é a terceira cidade interiorana mais importante do Piauí, com o maior entroncamento rodoviário do Nordeste brasileiro, conhecido como entroncamento da Transamazônica.Campo Maior teve seu desenvolvimento ligado à exploração de carnaúba e a criação de gado. Foi palco da Batalha do Jenipapo nas lutas pela independência do Brasil.Oeiras é a mais antiga cidade do Estado, de grande importância histórica. Sendo a primeira capital, como uma arquitetura portuguesa exuberante.

São Raimundo Nonato, cidade mais desenvolvida do extremo sul do Estado. Nesta cidade está a Serra da Capivara, onde foram descobertos objetos pré-históricos de grande valor histórico mundial. É nessa cidade, na Serra da Capivara, que estão os vestígios do mais antigo homem americano (50 mil anos).

A cidade de Luzilândia, no norte do Piauí, localizada na Região do Baixo Parnaíba, colonizada por portugueses e espanhóis, possui um dos mais belos centros históricos do Brasil, perdendo apenas para Parnaíba e Oeiras no estado, incluindo o Complexo da Matriz de Santa Luzia, no qual está inserido a Casa Paroquial, doada à padroeira da cidade pelo casal dona Beneditinha e coronel Simplício.No tombamento da história, entre as vinte cidades mais antigas do Piauí, Luzilândia é a décima segunda, à frente de cidades importantes como Picos, Piripiri, Piracuruca, Corrente, Floriano, Uruçuí e São Raimundo Nonato.Dados importantesOs luzilandenses podem estranhar a informação e o registro histórico da data de 1870, o que corresponde até 2015 a 145 anos. A data se refere à fundação do lugarejo, originário de uma fazenda de gado conhecida por Estreito, fundado em 1870 pelo português João Bernardino Souto Vasconcelos.Quanto à emancipação política, Luzilândia vai completar no próximo dia 10 de março 126 anos de história política, cuja emancipação ocorreu 20 anos depois da fundação, através do Decreto nº 15, de 10 de março de 1890, assinado pelo então governador do Piauí Gregório Taumarturgo de Azevedo, elevando a Fazenda Estreito à categoria de Vila e passando a chamar-se de Porto Alegre.Em 15 de dezembro de 1939, através do Decreto nº 147, Porto Alegre passou à categoria de cidade. Já na década de 40, sucedeu-se um fato interessante. No estudo das cidades e municípios brasileiros, descobriu-se que existiam os municípios e as cidades homônimos, ou seja, com o mesmo nome. Foi o caso, então, de Porto Alegre no Piauí e de Porto Alegre, capital do Estado do Rio Grande do Sul. Como a cidade do sul do país era mais antiga e mais desenvolvida, o Piauí foi obrigado a mudar a nomenclatura de “seu (sua)” Porto Alegre para Luzilândia, através do Decreto nº 754, de 30 de dezembro de 1943, cujo novo nome se deu em homenagem a Santa Luzia, padroeira da cidade.

Fonte: JL/por Ivo Júnior- Jornal de Luzilandia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.